segunda-feira, 6 de julho de 2015

Sem Terra vence concurso promovido pela ONU

yanca4.jpg
Yanca Rodrigues Pereira tem 13 anos. A jovem é moradora do assentamento de Colômbia, interior de São Paulo.Yanca cresceu em meio a luta pela terra e a vontade de ver o seu futuro e dos que a cercam. E foi isso que a menina colocou no papel, em forma de desenho fez o que imagina ser um sistema ideal de cooperativa, integrando campo e cidade, garantindo sustento de famílias de produtores.
Esse desenho foi um dos cinco destaques de um prêmio promovido pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) para comemorar o Ano Internacional da Agricultura, em 2014.
Participaram do concurso cerca de quatro mil estudantes de 8 a 12 anos de escolas de toda a América Latina e Caribe, o desenho de Yanca foi escolhido para representar o Brasil.
Segundo a organização, o desenho de Yanca, assim como de ganhadores do México, Paraguai, Peru e São Vicente, foi escolhido pela capacidade de representar contribuições da agricultura familiar para a luta contra a fome, a nutrição e a erradicação da pobreza. 
Entre reconhecimentos da ONU e de autoridades municipais, a premiação rendeu à Yanca um certificado e um tablet novo, equipamento que ela recarrega graças a geradores comunitários movidos a trator ou a placas solares.
Em entrevista, Paulo Ricardo Rodrigues Pereira, pai de Yanca afirma que "o maior prêmio é que isso deu ênfase para a ideia de que dentro do acampamento Sem Terra há pessoas de boa índole, trabalhadoras e que querem contribuir para o futuro do país, ao contrário do que é muitas vezes mostrado pela mídia." 
Yanca sonha um dia estudar medicina, mas não quer se ver distante da figura que retratou para a ONU. Ao ser questionada sobre a possibilidade de sua sonhada cooperativa familiar se realizar, a jovem não hesita. "Acho que logo isso vai acontecer."

O concurso foi realizado ano passado, mas o resultado somente se tornou oficial em abril.

Fonte: MST

Nenhum comentário:

Postar um comentário