quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Ano Internacional da Agricultura Familiar salienta importância do setor.



Alimentação saudável, segurança alimentar, proteção da agrobiodiversidade, preservação do regionalismo. A agricultura familiar é protagonista em diversos segmentos, porém ainda é desconhecida de parte da população mundial. Para mudar essa realidade e colocar a produção de famílias em maior evidência, a Organização das Nações Unidas (ONU), na Assembleia Geral, em dezembro de 2011, instituiu o Ano Internacional da Agricultura Familiar (AIAF) 2014.
Foto: Ascom/MDAO objetivo da entidade, com o ano comemorativo, é reposicionar a agricultura familiar no centro das políticas agrícolas, ambientais e sociais nas agendas nacionais. Além disso, a ONU quer aumentar a visibilidade do papel do segmento na erradicação da fome e pobreza, provisão de segurança alimentar e nutricional, melhora dos meios de subsistência, gestão dos recursos naturais, proteção do meio ambiente e no desenvolvimento sustentável, particularmente nas áreas rurais.
Segundo chefe da Assessoria Internacional do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), Caio França, no Brasil, o Governo Federal realizará um conjunto de atividades previstas para celebrar o AIAF, ampliando a visibilidade da agricultura familiar e a sua contribuição para o desenvolvimento econômico do País. “É uma oportunidade para ampliar esse reconhecimento da contribuição da agricultura familiar e é assim que ela está sendo percebida. No caso brasileiro, é o momento de expor a importância que o segmento tem para a alimentação saudável”, afirma.
Os eventos citados por Caio serão formulados e promovidos pelo Comitê Brasileiro para o Ano Internacional da Agricultura Familiar. O grupo é composto por 18 órgãos ou entidades públicas – entre eles, 12 ministérios – e representantes da sociedade civil. “Esse comitê ajudará a difundir o tema no âmbito internacional, compartilhando a experiência brasileira, e terá um papel central na implementação das diretrizes voluntárias para a governança responsável da terra”, avalia o ministro do Desenvolvimento Agrário, Pepe Vargas.
Composta por três bilhões de pessoas, entre produtores, camponeses e indígenas, a agricultura familiar é responsável por cerca de 70% dos alimentos consumidos no mundo.

Fonte: Ascom/MDA

Nenhum comentário:

Postar um comentário